Blog Cisco Brasil
Compartilhe

Programa CiberEducação: formando a nova geração de profissionais de segurança do país


15/03/2021


No dia 25/3 às 11h, evento reunirá empresas e parceiros Cisco com demanda para absorver estes jovens talentos. Para participar, clique aqui.

Vírus. A palavra que tem origem no latim e significa “veneno” está seguramente presente em 100% dos nossos pensamentos e ações mais recentes. Metaforicamente, “vírus” define qualquer coisa que se reproduza de forma parasitária, como ideias, inclusive. Nos meios eletrônicos, os vírus vêm sendo combatidos há anos e mais intensamente nos últimos 12 meses, período em que a atividade digital cresceu substancialmente por conta do distanciamento social.

Não à toa, há uma forte demanda por profissionais especializados em detectar e combater os vírus e outras ameaças digitais – uma necessidade tão grande que, antes da pandemia, já se falava em um gap de mais de 40 mil profissionais, número que saltou para cerca de 300 mil só no Brasil de hoje.

Esta é uma super oportunidade de carreira para os jovens talentos especializados em segurança cibernética que estão sendo formados pelo programa CiberEducação, uma iniciativa da Cisco, com o apoio do governo federal, e de seus parceiros do Networking Academy – maior programa de educação da Cisco no mundo –, dentro do Programa Brasil Digital Inclusivo (BDI).

Entre os pilares do BDI estão o desenvolvimento de talentos para a era digital e o fortalecimento da capacidade local em segurança cibernética. Daí o alinhamento com o programa CiberEducação, que formou 1000 profissionais no ano passado e iniciou recentemente uma nova rodada de capacitação com envergadura ainda maior.

O CiberEducação conta com o diferencial de apoio de grandes instituições ligadas à educação no País: o Centro Paula Souza, o SENAI Nacional, a Escola de Comunicações do Exército Brasileiro e o Senac Minas Gerais, todos parceiros de longa data do Cisco Networking Academy que estão ajudando a escalar a abrangência e número de bolsas de estudo em suas instituições e regiões.

O CiberEducação prevê quatro ciclos de quatro fases cada um: a maratona de conhecimento Learn-a-Thon Brasil 2021, seleção de candidatos, o curso em si e a inserção no mercado de trabalho. Ao final de cada ciclo, os profissionais já estão aptos a ocupar uma vaga.

No primeiro ciclo, cujo foco foi capacitação para operação de ambientes de segurança cibernética, tivemos a participação de 84 academias na fase Learn-a-Thon e mais de 41 mil candidatos.

Agora entramos na quarta fase do primeiro ciclo e iniciamos o segundo ciclo, que capacitará profissionais em arquitetura de redes seguras. Todos os alunos, antes de começar o curso de segurança cibernética, passam pelo módulo número um do CCNA para que se nivele o que todos conhecem sobre gerenciamento de redes. A maratona já começou e vai até o dia 31 de Março, mas ainda dá para participar, se inscrevendo no seguinte link: cisco.com/br/cibereducacao

Os cerca de 1000 profissionais formados no primeiro ciclo compõem a base do banco de talentos criado pelo programa CiberEducação. No dia 25 de março teremos um grande evento para reunir empresas e parceiros Cisco com demanda para absorver estes jovens talentos. Para participar deste evento, clique aqui. Será o início das ações para efetivamente inseri-los no mercado de trabalho, avançando no objetivo de unir a nossa oferta educacional de segurança cibernética com os recursos e financiamentos do BDI para ampliar o contingente de profissionais brasileiros especializados nesta área.

Tags:
Deixe seu comentário